É investigador do Centre de Recherches Interdisciplinaires sur les Mondes Ibériques Contemporains [Université Paris-Sorbonne]. E integra dois centros de investigação da Universidade Católica Portuguesa: Centro de Estudos Filosóficos e Humanísticos [Braga] e Centro de Investigação em Teologia e Estudos de Religião [Lisboa].
É membro do Conselho Científico do Instituto de Pensamiento Iberoamericano [Universidad Pontificia de Salamanca] e da Asociación Latinoamericana de Literatura y Teología [Pontificia Universidad Católica Argentina, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e Universidad Pontificia Católica de Chile].
Entre 2006 e 2015, foi investigador do Centro de Estudos do Pensamento Português [UCP Porto].
Entre 2008 e 2012, integrou o Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória [FLUP]. Durante esse período foi bolseiro da Fundação para a Ciência e a Tecnologia [FCT], no âmbito da investigação que desenvolveu sobre a vida e obra do poeta Guilherme de Faria, no contexto do doutoramento em Literaturas e Culturas Românicas [FLUP].
Na condição de diretor e presidente do Conselho Científico da Cátedra Poesia e Transcendência [UCP Porto], coordena o grupo de investigação MNEMOSINE.

Dedica-se fundamentalmente ao estudo de temas e autores no âmbito da História da Cultura e da Literatura em Portugal: intercontextualidades e intertextualidades nos diálogos com o pensamento filosófico-teológico, do romantismo aos nossos dias.
Interessa-se ainda por temáticas no âmbito da história da cultura e da arte, do humanismo cristão, da poesia portuguesa contemporânea e das relações entre poesia e transcendência, temáticas sobre as quais tem pronunciado inúmeras conferências e comunicações, e escrito e publicado vários ensaios.
| www.academia.edu

MNEMOSINE | Cátedra Poesia e Transcendência [UCP Porto]
Projetos em curso:
¬ ‘Insónia’: a poesia de José Antonio Ramos Sucre.
¬ ‘Tristezas do Desterro’ de Alexandre Herculano e ‘O Desterrado’ de Soares dos Reis.
¬ Certo vago pranto: ‘Memorial’ de José Bruges d’Oliveira.
¬ Entre a ‘Mensagem’ de Fernando Pessoa e ‘A Romaria’ de Vasco Reis: o contexto histórico-cultural dos prémios literários do Secretariado da Propaganda Nacional em 1934.
¬ A expressão poética no contexto histórico-cultural do Integralismo Lusitano: António Sardinha, Alberto Monsaraz, José Bruges d’Oliveira e Guilherme de Faria.

ALALITE | Asociación Latinoamericana de Literatura y Teología [Pontificia Universidad Católica Argentina, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e Universidad Pontificia Católica de Chile]:
¬ No princípio era a ilha: eutopia, distopia e outros deslocamentos da temporalidade na poesia de José Tolentino Mendonça [projeto: Literatura e Teologia: ‘Teopoética: Mística e Poesia’, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, 2018].
¬ Un modo de amarte dentro del tiempo. Sobre la nostalgia de dios en la poesía de Daniel Faria [projeto: Literatura, Estética y Teología: ‘El amado en el amante: figuras, textos y estilos del amor hecho historia’, Pontificia Universidad Católica Argentina, Buenos Aires, 2016].

CRIMIC | Centre de Recherches Interdisciplinaires sur les Mondes Ibériques Contemporains [Université Paris-Sorbonne]:
¬ Qualquer coisa de intermédio. Da estesia à astenia: o sono abúlico, a morte e outras derivas intertextuais na poesia de Mário de Sá-Carneiro [projeto: Paris, Mário de Sá-Carneiro et les autres, 2016].
¬ Aquela espécie de mulheres que estão sempre na margem daquilo a que pertencem. O caso de Judith Teixeira [projeto: Femmes oubliées dans les arts et les lettres au Portugal (XIXe-XXe siècles), 2015].

IPI | Instituto de Pensamiento Iberoamericano [Universidad Pontificia de Salamanca]:
¬ O Metropolismo de Mário Saa à luz do Hispanismo de António Sardinha e da Ibéria Futura de Fernando Pessoa. Subsídios para uma contextualização histórico-cultural do Iberismo. [projeto: Iberismo e identidade cultural ibérica, 2018].
¬ Fronteiras invisíveis. Manuel Laranjeira e Miguel de Unamuno: sobre o desterro e a vertigem suicidária na cultura portuguesa [projeto: Poesia e Filosofia de Fronteira: diálogos e intertextualidades, 2016].
¬ Poetas-filósofos ou filósofos-poetas? Disforia histórico-cultural no contexto português: entre Antero de Quental e Teixeira de Pascoaes [projeto: O tema do Homem na literatura hispano-portuguesa vontemporânea’., 2014].