[desde 2013.14]

2017.18
¬ 21-10-2017 | 1867-1907 – Guilherme de Faria, tempo para nascer: Guilherme de Faria: quarenta anos depois de Carlos de Lemos, Raul Brandão, António Nobre e Camilo Pessanha. Encontros de Cultura Portuguesa – António Nobre e Raul Brandão. Tertúlias de Cultura Portuguesa. Palacete dos Viscondes de Balsemão. *

2016.17
¬ 03-07-2017 | “Aquela espécie de mulheres que estão sempre na margem daquilo a que pertencem”: o caso de Judith Teixeira. II Colóquio Internacional Poesia e Transcendência: “Nascidas do sangue das palavras” — vozes e universos poéticos femininos. Cátedra Poesia e Transcendência, UCP Porto.
¬ 11-05-2017 | Fátima: 1917. Subsídios para uma contextualização histórico-cultural. Instituto Superior de Pensamiento Iberoamericano, Universidad Pontificia de Salamanca.
¬ 06-05-2017 | Pastoral da Cultura: educar a liberdade, promover a responsabilidade. XIV Jornadas de Pastoral Vocacional. Secretariado Diocesano da Pastoral das Vocações — Porto. Colégio de Ermesinde.
¬ 29-04-2017 | Evocação da memória de Raul Brandão e apresentação da curta-metragem «Húmus», de Luís Costa. 33.º Festival de Poesia de Vila Nova de Foz Côa.
¬ 31-03-2017 | Teixeira de Pascoaes e Guilherme de Faria: À mesa d’A Brasileira do Chiado na década de vinte. Congresso Internacional do Triénio Pascoalino. Centro Cultural de Amarante.
¬ 21-03-2017 | 60 Years of European Union. Citizens’ Parliament 2017: changing times, lasting values. Parlamento Europeu, Bruxelas.
¬ 16-03-2017 | “A vida é um simulacro”. Leituras de Húmus de Raul Brandão e de Grito de Rui Nunes. Colóquio internacional em homenagem a Raul Brandão nos 150 anos do seu nascimento e no centenário de Húmus. Faculdade de Teologia e Cátedra Poesia e Transcendência, UCP Porto.
¬ 16-12-2016 | Ser peregrino no tempo da urgência. Encontros da Espera [Advento 2016] – Fátima, sinal de esperança. Centro de Cultura e Formação Cristã da Diocese de Leiria-Fátima, Seminário de Leiria.
¬ 12-12-2016 | “Um modo de te amar dentro do tempo”. Sobre a saudade de Deus na poesia de Daniel Faria. 7.º Seminário Redenção e Escatologia no Pensamento Português. Faculdade de Letras da Universidade do Porto.
¬ 07-12-2016 | António Pedro. “Em mansamente dolorida ausência” e “uma saudade mansíssima”: os primeiros vinte anos e a poesia dos anos vinte. Cátedra Poesia e Transcendência [UCP Porto] e Cosmorama Edições. Capela de Fradelos, Porto.
¬ 26-11-2016 | Fronteiras invisíveis. Manuel Laranjeira e Miguel de Unamuno: sobre o desterro e a vertigem suicidária na cultura portuguesa. I Jornadas de Cultura Portuguesa da Cátedra Poesia e Transcendência, UCP Porto.
¬ 20-10-2016 | Iniciativa e Realização: as Escolas e as Empresas. A experiência do Colégio Luso-Francês. VII Jornadas Empresariais das Fundações AEP e Serralves. Auditório de Serralves, Porto.
¬ 02-10-2016 | “Feito de amar entre os homens apenas as coisas mais efémeras”. Leituras da poesia de Valter Hugo Mãe. A Academia sobre a obra de Valter Hugo Mãe. Lançamento do livro: Nenhuma palavra é exata. Casa da Música, Porto.

2015.16
¬ 14-07-2016 | “Un modo de amarte dentro del tiempo”. Sobre la nostalgia de dios en la poesía de Daniel Faria. Grup de recerca Simbologia en l’Art Occidental. Facultat de Filosofia da Universitat Ramon Llull, Barcelona.
¬ 02-07-2016 | “Entre o movimento conciso do último passo” e “a magnífica treva de existir a sós”. O último livro de Fernando de Castro Branco. 32.º Festival de Poesia de Vila Nova de Foz Côa.
¬ 17-05-2016 | “Un modo de amarte dentro del tiempo”. Sobre la nostalgia de dios en la poesía de Daniel Faria. VI Congreso Internacional de Literatura, Estética y Teología: El amado en el amante: figuras, textos y estilos del amor hecho historia. Asociación Latinoamericana de Literatura y Teología, Pontificia Universidad Católica Argentina, Buenos Aires.
¬ 05-05-2016 | Fronteiras invisíveis. Manuel Laranjeira e Miguel de Unamuno: sobre o desterro e a vertigem suicidária na cultura portuguesa. VIII Jornadas de Cultura Hispano-Portuguesa: Poesia e Filosofia de Fronteira: diálogos e intertextualidades. Instituto Superior de Pensamiento Iberoamericano, Universidade Pontificia de Salamanca.
¬ 27-04-2016 | Literatura & Deus. Literatura & Etc., Perpetuum mobile: Poéticas da Errância na Literatura e na Cultura. Centro de Línguas, Literaturas e Culturas, Universidade de Aveiro.
¬ 26-04-2016 | “Qualquer coisa de intermédio”. Da estesia à astenia: o sono abúlico, a morte e outras derivas intertextuais na poesia de Mário de Sá-Carneiro. Centenário da morte de Mário de Sá-Carneiro. Cátedra Poesia e Transcendência, UCP Porto.
¬ 15-04-2016 | “Qualquer coisa de intermédio”. Da estesia à astenia: o sono abúlico, a morte e outras derivas intertextuais na poesia de Mário de Sá-Carneiro. Colloque international Paris, Mário de Sá-Carneiro et les autres. Université Paris-Sorbonne, Centre de Recherches Interdisciplinaires sur les Mondes Ibériques Contemporains [Études Lusophones], Paris.
¬ 26-01-2016 | Intersecções. Afonso Lopes Vieira, José Bruges d’Oliveira e Guilherme de Faria: intercontextualidades. Colóquio A glória do esquecimento: 70 anos sobre a morte de Afonso Lopes Vieira. Biblioteca Municipal Afonso Lopes Vieira, Leiria.
¬ 20-11-2015 | “Viajar outros sentidos, outras vidas”. António Nobre, Mário de Sá-Carneiro e Guilherme de Faria: teias contextuais, intertextuais e intratextuais. Colóquio Textualidade(s) & Memória(s): permanência, rotura, controvérsia [In honorem Maria João Reynaud]. Faculdade de Letras da Universidade do Porto.
¬ 15-10-2015 | “Aquela espécie de mulheres que estão sempre na margem daquilo a que pertencem”: o caso de Judith Teixeira. Colloque international Femmes oubliées dans les arts et les lettres au Portugal [XIXe-XXe siècles]. Université Paris-Sorbonne, Centre de Recherches Interdisciplinaires sur les Mondes Ibériques Contemporains [Études Lusophones], Paris.

2014.15
¬ 11-07-2015 | Anrique Paço d’Arcos e Guilherme de Faria. Encontros, desencontros e reencontros à roda de Teixeira de Pascoaes, n’A Brasileira do Chiado. Mesa-redonda A Poesia da Saudade [com António Cândido Franco, José Carlos Seabra Pereira e Nuno Júdice]. Doação da Biblioteca Paço d’Arcos à Fundação D. Luís I. Biblioteca da Casa da Horta da Quinta de Santa Clara, Cascais.
¬ 23-04-2015 | A existência como simulacro: uma leitura comparada do Húmus de Raul Brandão e do Livro do Desassossego de Fernando Pessoa. Biblioteca Municipal Raul Brandão, Guimarães.
¬ 13-04-2015 | Guilherme de Faria e a expressão poética do neorromantismo lusitanista no contexto histórico-cultural do Integralismo Lusitano. Congresso Internacional Filosofia e Poesia. Faculdade de Letras da Universidade do Porto.
¬ 09-04-2015 | Cuidar a Intimidade. VI Jornadas de Humanização do Centro Hospitalar de S. João. Faculdade de Medicina da Universidade do Porto.
¬ 06-03-2015 | “O vazio que persiste à minha beira”. Sobre o lugar de Deus na poesia contemporânea. Instituto Superior de Pensamiento Iberoamericano, Universidad Pontificia de Salamanca.
¬ 12-11-2014 | A educação da pessoa na proposta do Personalismo de Emmanuel Mounier. Ciclo de conferências A Educação da Pessoa e o Humanismo Cristão. Colégio Luso-Francês, Porto.
¬ 07-11-2014 | O Regresso do Poeta Guilherme de Faria a Guimarães. Arquivo Municipal Alfredo Pimenta, Guimarães.
¬ 27-09-2014 | Caminho de Santiago: tempo de procura, lugar de encontro. Identidades e idiossincrasias na tradição jacobeia. Jornadas Europeias do Património. Salão Nobre dos Paços do Concelho, Barcelos.

2013.14
¬ 01-07-2014 | Poetas-filósofos ou filósofos-poetas? Disforia histórico-cultural no contexto português: entre Antero de Quental e Teixeira de Pascoaes. Colóquio Um outro longe [no 10.º aniversário da morte de Sophia de Mello Breyner Andresen]. Cátedra Poesia e Transcendência, UCP Porto.
¬ 19-06-2014 | “Onde a resiliência da pedra toca a exação da fratura”. Leituras da poesia de Jorge Melícias. Cátedra Poesia e Transcendência, UCP Porto.
¬ 08-05-2014 | Poetas-filósofos ou filósofos-poetas? Disforia histórico-cultural no contexto português: entre Antero de Quental e Teixeira de Pascoaes. VII Jornadas de Cultura Hispano-Portuguesa: O Tema do Homem na Literatura Hispano-Portuguesa Contemporânea. Instituto Superior de Pensamiento Iberoamericano, Universidad Pontificia de Salamanca.
¬ 03-04-2014 | Guilherme de Faria: entre o desterro e a saudade de Deus. 4.º Seminário Redenção e Escatologia no Pensamento Português. UCP Porto.
¬ 04-01-2014 | Acerca do desterro: António Nobre, Mário de Sá-Carneiro e Guilherme de Faria. Teias contextuais, intertextuais e intratextuais. Colóquio Os versos de luz por escrever [no 85.º aniversário da morte de Guilherme de Faria]. Cátedra Poesia e Transcendência, UCP Porto.
¬ 06-12-2013 | “O murmúrio da Revelação”. Poesia e profecia em Teixeira de Pascoaes. Colóquio Internacional Filosofia e Literatura: Palavra, Escuta e Silêncio. Faculdade de Letras da Universidade do Porto.
¬ 06-11-2013 | “O vazio que persiste à minha beira”. Sobre o lugar de Deus na poesia contemporânea. Cátedra Poesia e Transcendência, UCP Porto.

——————————
* Conferências previstas para 2017.