A Associação Latino-americana de Literatura e Teologia [ALALITE] nasceu em 2005, fruto do diálogo entre professores/investigadores das Pontifícias Universidades de Buenos Aires, Rio de Janeiro e Santiago do Chile, comprometidos com o estudo das relações entre Literatura e Teologia.
Em 2016,eu representei a Cátedra Poesia e Transcendência no VI Congresso Internacional da ALALITE, realizado na Pontificia Universidad Católica Argentina, em Buenos Aires. Pronunciei, então, a conferência: “Un modo de amarte dentro del tiempo. Sobre la nostalgia de dios en la poesía de Daniel Faria”.
Entre 24 e 27 de setembro de 2018, realizou-se na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro o VII Congresso Internacional de Literatura e Teologia “Teopoética: mística e poesia”. Desta vez, a Cátedra Poesia e Transcendência foi representada por quatro elementos: por mim, pelo Henrique Manuel Pereira e pelo José Pedro Angélico [direção], e pelo José Tolentino Mendonça [membro do Conselho Científico da Cátedra, a quem coube a conferência de abertura do Congresso].
Entre académicos brasileiros, argentinos, chilenos e de outras proveniências hispano-americanas, eu pronunciei a conferência: “No princípio era a ilha: eutopia, distopia e outros deslocamentos da temporalidade na poesia de José Tolentino Mendonça”; o Henrique Manuel Pereira falou sobre “Guerra Junqueiro e as caricaturas de Deus” e o José Pedro Angélico apresentou a comunicação: “E vida subitamente era sem pressa: aproximação teoliterária a ‘Homens imprudentemente poéticos’ de Valter Hugo Mãe”.
Em 2020, Santiago do Chile acolherá a 8.ª edição deste importante Congresso Internacional da ALALITE. Por agora, ficam as saudades da “Cidade Maravilhosa” e a gratidão em relação a quantos tornaram possível essa semana inesquecível.